sábado, 17 de novembro de 2012

Os 20 Maiores Filmes de Todos Os Tempos - 20º The Dark Knight Rises (2012)

 - Nós estivemos nisso juntos e então você se foi. Agora, o mal ressurge... o Batman tem que voltar!
 - E se ele não existir mais?
 - Ele precisa... ele precisa...

Dividindo a 20ª posição com um clássico sobre uma sociedade alternativa futurista, The Dark Knight Rises (Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge) foi um dos filmes mais esperados de 2012. Encerrando bem a trilogia iniciada com Batman Begins (2005) e The Dark Knight (2008), a presença deste longa na Lista dos 20 reflete a fase das adaptações dos super-heróis dos quadrinhos para as telonas, iniciada de vez com o já distante X-Men (2000). Contudo, apesar das dezenas (ou seriam centenas?) de versões cinematográficas dos "heróis de cueca por cima das calças" lançadas nos últimos doze anos, os três filmes do Homem-Morcego dirigidos por Christopher Nolan formam, de longe, a franquia mais bem sucedida do gênero, sobretudo pela seriedade e cuidado nos detalhes.
Nolan, aliás, teve a dura missão de não deixar a peteca cair depois do estrondoso sucesso do segundo filme, The Dark Knight, de quatro anos atrás. Ele mesmo dizia que não faria o terceiro filme se não tivesse um roteiro decente para contar a história. No final das contas, o próprio Chris, seu irmão Jonathan e David S. Goyer - que também escreveu a trilogia Blade e o próximo filme do Superman, The Man of Steel (2013) - decidiram a melhor forma de encerrar a saga do Cavaleiro das Trevas.
A base do elenco obviamente permaneceu a mesma. Christian Bale - que só aceitaria repetir esse papel se o personagem Robin não estivesse no novo longa-metragem, idéia reforçada por Nolan, já que o parceiro-mirim poderia tirar o aspecto sombrio da franquia - como o protagonista. A qualidade dos atores principais pode ser medida no histórico de cada um: quatro vencedores de Oscar - Bale, Michael Caine, Morgan Freeman e Marion Cotillard e quatro indicados - Anne Hathaway, Gary Oldman, Tom Conti (que faz apenas uma ponta) e Liam Neeson. Para o vilão principal, coube a Tom Hardy - que trabalhou com Nolan dois anos antes em A Origem - assumir o papel.
Nos demais aspectos técnicos, pouca coisa mudou. James Newton Howard não quis repetir a parceria com Hans Zimmer na trilha sonora e a música de The Dark Knight Rises ficou sob responsabilidade apenas do músico alemão, um dos homens de confiança de Chris Nolan.
Para dar ainda mais grandiosidade a este filme em relação aos anteriores, o responsável pela fotografia Wally Pfister sugeriu filmar todo o longa em IMAX, já que ele e Nolan eram contrários à idéia do 3-D. Contudo, as câmeras IMAX provaram ser demasiado barulhentas para serem usadas nas cenas de diálogo. Mesmo assim, o formato foi usado em cerca de 72 minutos de The Dark Knight Rises.


A FIRE WILL RISE

Para deixar o terceiro filme da trilogia tão próximo da mitologia original quanto os dois anteriores, três HQ's de destaque do universo de Batman foram usadas como base para o roteiro: Knightfall (A Queda do Morcego, no Brasil), The Dark Knight Returns e No Man's Land, todas com menos de trinta anos de publicação.
Diferente de todos os filmes do Homem-Morcego lançados até então, o antagonista dessa vez não pertencia ao grupo de vilões clássicos do herói. Bane foi criado nas HQ's no início da década de noventa como o principal responsável pelos desdobramentos de Knightfall, a saga em que Batman sofre sua maior derrota desde que foi criado, em 1939. Com origem ligeiramente diferente dos quadrinhos, Bane é um terrorista que pretende levar Gotham a destruir a si mesma. Suas verdadeiras motivações só são reveladas no decorrer do filme, mas uma coisa é certa: a cidade do Homem-Morcego nunca sofreu tanto em nenhum longa-metragem anterior. A estratégia de Bane leva a metrópole a ficar isolada do resto do mundo, idéia tirada de No Man's Land, uma das melhores HQ's do Homem-Morcego nos últimos anos.
O conceito principal retirado de The Dark Knight Returns, a clássica história criada por Frank Miller nos anos oitenta é a posição de Batman no que se refere a Gotham City quando o filme começa. Isso se passa oito anos após o segundo filme e, assim como nos quadrinhos, Batman se "aposentou". Com o surgimento da Lei Dent, os criminosos passaram a ser punidos com mais rigor e a presença do herói se tornou quase desnecessária. Devido a isso e, é claro, a seus demônios interiores, Bruce Wayne se tornou uma espécie de eremita, se auto-exilando em sua mansão. Mesmo a administração de suas empresas foram delegadas a Lucius Fox e Miranda Tate, duas pessoas da confiança de Bruce.
Paralelo a tudo isso, dois acontecimentos passam a atrair a atenção de Wayne: o surgimento da ladra de jóias apelidada pelos jornais como A Gata e os boatos sobre uma figura misteriosa agindo sob as ruas de Gotham. Em investigação, o Comissário Gordon descobre o covil de Bane nos esgotos da cidade e por pouco não é morto, antes de conseguir escapar. A quase morte do antigo parceiro faz com que Bruce volte a assumir o manto do Morcego, apesar dos problemas físicos deixarem suas capacidades de combate mais limitadas.


Como um amigo meu disse depois de ver The Dark Knight Rises pela primeira vez, nada é o que parece. O filme, sobretudo na última hora de duração, é cheio de viradas e surpresas no roteiro.
Embora Christian Bale, Anne Hathaway e Joseph Gordon-Levitt tenham afirmado que haveria possibilidade de retorno a seus respectivos personagens SE Christopher Nolan fosse o diretor, é improvável que haja uma sequência. No máximo, é possível que venha por aí nos próximos anos um reboot - talvez produzido por Nolan - que serviria também como prólogo para um provável filme da Liga da Justiça, mas ainda não há nenhuma informação oficial a esse respeito.

The Dark Knight Rises (2012)
Batman - O Cavaleiro das Trevas Ressurge
Dirigido por Christopher Nolan
Escrito por Christopher Nolan (roteiro e história), Jonathan Nolan (roteiro) e David S. Goyer (história)

Christian Bale
Gary Oldman
Tom Hardy
Joseph Gordon-Levitt
Anne Hathaway
Marion Cotillard
Morgan Freeman
Michael Caine

Data de estréia  no Brasil: 27 de julho de 2012

The Dark Knight Rises - trailer

Fotos


















2 comentários:

Anônimo disse...

Excelente filme! (Ainda fico com o 2 {quem não gosta do FDP do coringa?}) Bela opçãoaguardo a morte do Super com certa ansiedade... que venha o apokalipse! Curti muito a mulher-gato, excelente substituta para o coringa! Fica uma pergunta: Pra que o Robin!? Até o F. Miller o feminilizou totalmente, pra dar alguma liga no enredo. Que venham filmes melhores, caso a saga continue! vai saber. Batman, aquele do jack nickcolson como coringa tb ficou bom, e acabou com um filme multicolor com o shuartzeneger e o ace ventura como viloes, além de um bane com colchão de ar nas costas e uma era venenosa, so tinha vilao!

Abs - Dan

Augusto Fernandes Sales disse...

Ainda estou pagando pra ver um diretor ter saco roxo pra levar A Morte do Superman a ser um filme live action. A animação já fizeram, mas...