terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Lembranças de Outra Vida

Sempre detestei filmes em que os bichos são tão (ou mais) espertos quanto os humanos. Flicka, O Hóspede quer Bananas, todos os "Bud's", Beethovens. Free Willy, então, nem se fala. É o pior de todos! O estranho é que eu já odiava essas coisas mesmo na idade de gostar disso tudo. Acho que sempre fui muito velho desde muito novo (!!!).
Mas há uma exceção. Fluke, de 1995 (batizado por aqui de Lembranças de Outra Vida), conta a história de um empresário que morre em um acidente automobilístico e reencarna como um cãozinho. A diferença é que, diferente dos outros cães, ele tem lembranças da vida passada, inclusive de sua família. Também passa a acreditar que a sua morte talvez não tenha sido acidental.
A partir do ponto de que seus familiares possam estar correndo perigo, Fluke (de luck, sorte em inglês) tenta encontrá-los para, de alguma forma, garantir a proteção deles.
Samuel L. Jackson faz uma ponta no filme, dublando o cachorro amigo de Fluke, Rumbo.
Não sou um cara chorão e nem muito sentimental (snif, snif), mas se tem um filme em que o final é muito bonito (de chorar mesmo), esse filme é Fluke. A trilha sonora também é muito boa, acompanha o ritmo do filme direitinho.
Ainda não vi o DVD disponível para venda, senão eu já teria...

3 comentários:

Leandro disse...

Lembro-me desse filme passando na "Sessão da Tarde", bacana mesmo. Outro filme muito bom desse gênero é o "Sempre ao seu Lado", com o Richard Gere. A história é baseada em fatos reais, retrata um cão da raça akita que fez uma amizade inigualável com o dono. Nem vou detalhar mais, vale a pena conferir também. Abraços!!

Augusto Fernandes Sales disse...

Ouvi falar bem desse filme do Gere aí, mas ainda não vi. Tem cara de ter o final parecido com o Fluke, meio triste, não é não?

NÃO RESPONDA!! Não dê uma "augustada", entregando o final do filme,hein?

Leandro disse...

Rsrsrs, por isso te disse que não vou detalhar mais, só te adianto que a história do filme é muito rica e comovente sim.