quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Fábulas

Minha HQ favorita de todos os tempos é Sandman. Tenho a coleção quase completa (as raríssimas edições da Conrad). Um dos segredos dessa série é que o autor Neil Gaiman soube parar na hora certa, depois de 75 edições que chegaram a superar as vendas de pesos-pesados da editora, como Batman e Superman. Afirmou, em determinada ocasião: "Uma boa história tem começo, meio e fim. E Sandman é uma boa história."
Sete anos após o fim de Sandman (exceto por uma ou outra edição especial), a DC/Vertigo lançou no mercado americano a série Fábulas (Fables, no original), de Bill Willingham (juro que não conheço nenhum outro trabalho desse cara).
Em Fábulas, muitas criaturas dos contos-de-fadas foram expulsas de suas terras por um inimigo conhecido apenas como "O Adversário". Sem outra alternativa, os seres das histórias (nem sempre) infantis foram obrigados a buscar refúgio no mundo "real", mais precisamente na cidade de Nova York. Criaram uma região conhecida apenas como Cidade das Fábulas e vivem secretamente entre os mundanos (nós). As criaturas que não conseguem manter um aspecto humano, são obrigadas a viver em um lugar no campo chamado de A Fazenda (não, não é a da Rede Record, aquele lixo!).

É interessante ver os personagens de fábulas conhecidas "vivendo" no mundo de hoje. Branca-de-Neve se tornou uma espécie de vice-prefeita da Cidade das Fábulas. O Lobo Mau (o mesmo de Os Três Porquinhos, Chapeuzinho Vermelho, entre outras histórias) se regenerou e agora trabalha como o xerife da cidade. João (aquele do pé-de-feijão), se tornou um trambiqueiro.
Outro aspecto curioso da série é essa interação entra as várias histórias. Por exemplo, o Príncipe Encantado é o mesmo das histórias de Branca-de-Neve, Cinderella e A Bela Adormecida. Sempre infiel no(s) casamento(s), chegou a trair Branca-de-Neve com a irmã dela, Rosa Vermelha.
O primeiro arco de histórias conta sobre o desaparecimento misterioso de Rosa Vermelha. Basicamente serve apenas para apresentar os personagens e os primeiros elementos importantes da trama. Fábulas é considerada por muitos como a série sucessora de Sandman. Só espero que, assim como o a saga do Mestre dos Sonhos, essa série também termine no momento certo, não sendo refém apenas do número de vendas.


Conheci Fábulas há pouco tempo, na época em que a Pixel Media publicou a Vertigo aqui no Brasil, em 2007 e 2008. Mas como as séries realmente legais (como Sandman, Preacher e 100 Balas, por exemplo) são publicadas por aqui em uma verdadeira ZONA (no pior sentido da palavra), Fábulas já passou pelas mãos da Devir, Pixel Media e agora finalmente a Panini. Está bem difícil encontrar os volumes 2 e 3 da época da Devir. Espero que a Panini republique, senão lascou!

7 comentários:

marta matui disse...

Não tenho paciência para ler HQ mas essa parece ter um super bom argumento.

Augusto Fernandes Sales disse...

Pois é. Tenho bastante coisa dessa série aqui em casa, mas só agora estou realmente pegando pra ler.

morena disse...

Você se lembra do livro que nos deu? guardo com o maior carinho, até hoje. Você nem era rabugento...rs

Augusto Fernandes Sales disse...

Stardust, do Neil Gaiman e Charles Vess, né? Sabia que fizeram um filme, com o De Niro e a Michelle Pfeiffer (aquele chuchuzinho)?

morena disse...

Nossa, Gu, concordo plenamente que De Niro sempre foi um chuchuzinho!!!! rs

morena disse...

ah, sim, eu sabia do filme sim! lembrei-me imediatamente, mas não vi o filme, só ouvi falar que ficou muito bom!

Augusto Fernandes Sales disse...

É, não ficou uma coisa que se diga "minha nooooossa, mas que supimpa esse filme"... o livro é infinitamente melhor.

Mas dá pra passar uma tarde agradável vendo esse filme, sim.